Pensando um Brasil …


Quinto Andar download

Baixe aqui todas as musicas do Quinto Andar, Banda de rap carioca que fez muito sucesso na internet.

O diferencial desse Link, é que são musicas das antigas, bem antes do único album: “Piratão“.

Quinto Andar

Várias musicas com MC Shaolin, De souza (Marechal), De Leve e por aí vai.

Com essas,  você terá a discografia completa do Quinto Andar.

Tem de tudo, achei Massa!



Abrir e fechar div com jquery

Há um tempo atrás publiquei um post, mostrando como Abrir e fechar Div`S com botao de menos e de mais, usando javascript simples.

Agora fiz um exemplo (simples também), usando jquery.

A principal vantagem de fazer este tipo de programacao JS é a facilidade de variacao e combicao efeitos.

Legal ne? Ai é só usar a criatividade.

Você pode copiar o código, ou baixar o arquivo que disponibilizei em PDF.

Veja como abrir e fechar div com botão de menos e de mais usando jquey.

Abs



Oi torpedo gratis
14 outubro, 2010, 10:18 pm
Filed under: Cotidiano | Tags:

Muitas pessoas usam oi torpedo web para se comunicar, e se perdem procurando o link certo, longe de propagandas e banners.

Entao, nao vacile em sites mau construídos, envie seu Oi torpedo Web clicando aqui, e indo direto pro site da Oi!

Usem enquanto durar!

ABs



Análise de usabilidade: VOE GOL E TAM LINHAS AÉREAS
23 maio, 2010, 4:52 pm
Filed under: Cotidiano, Tecnologia

Ola leitores. Depois de 1 ano resolvi publicar um estudo de usabilidade (feito em 2008) sobre o site da TAM e Gol.

Este estudo foi realizado durante o curso de pós graduação em Comunicação digital, educação e mídias interativas, do Centro Universitário de Belo Horizonte.

Clique aqui para baixar o arquivo pdf.

Abs



Show do Black Alien em Belo Horizonte

Procurando o disco para baixar? Black Alien – show ao vivo .

Ontem (10/06/2009) foi a vez da boate Roxy ceder espaço para o artista “Gustavo Black Alien“, ex integrande da famosa banda Planet Hemp. Gustavo, faz uma mistura de Rap  com Ragga, e suas musicas falam de assuntos variados, que vão do amor à violência.

Entre suas cançoes mais famosas estão: “Babilon by Gus” e  “Como eu te quero”‘; Até aí tudo jóia, nada reclamar da trajetória de Black Alien, mais sim do show de ontem. Logo após a entrada tumultuada, veio o show tão esperado, com previsao de duração média de 45 minutos.  Só que cena dentro da casa foi diferente, segundo o público, o show durou no maximo 32 minutos, ou seja, uma apresentação “the flash” do artista, que fez emputecer (ou entristecer) quem desenbolsou a bagatela de 25 reais (homem) e 15 (mulher).

Apesar da casa ter ótima estrutura (o que compensa a bagatela), o som tb estava finamente regulado, o show poderia ter sido extendido, com cançoes de outrora, ou versos de boas participacoes que o artista ja fez.

Faltou também  espaço par ao DJ Castro, senti falta dos ~squashes~ e freestyles… 10 minutos de DJ e de boas ideias do artista fechariam com chave de ouro o show. Mais podemos entender pq o show foi corrido, no site do artista estava agendado dois shows pra mesma noite, e quem pagou o pato foi o Publico,  fala sério né?

Aqui vai uma prévia de como deveria ter sido o show:

baixe o show ao vivo do Black Alien – Babylon by Gus e outras músicas aqui: Black Alien – show ao vivo .

Abs

Próximos Shows ( exibir tudo )
10 jun 2009 22:00
ROXXY CLUB – BH Belo Horizonte, Minas Gerais
10 jun 2009 23:45
CAIS DO ORIENTE Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
12 jun 2009 23:00
CRICIUMA Criciúma, Santa Catarina
4 jul 2009 23:00
ILHA ACUSTICO Vitória, Espírito Santo


Instituto Louco de Expressão
Instituto Louco de Expressão   

“Se a gente é perferia, não adianta dar tiro um contra o outro. “Ice Band

A Festa Instituto Louco de Expressão ocorre de dois em dois meses (aproximadamente) em Belo Horizonte, e é organizada pela equipe “Nós pega e faz produções“, formada pelas bandas: Elemento.s, Crime verbal, ice band, sinistro mcs, Sem Meia Verdade, Diário Oficial da periferia e apologia S ).

A festa ocorrida no dia 24/09/2008, teve como tema a valorização do Hip HOp Mineiro, e contou com o lançamento do CD HOMEM BOMBA, da banda: Retrato Radical, grupo conhecido da cena mineira.

O evento contou também com a apresentação das bandas: Kontraste, Sem Meia Verdade, A professia, e Máfia NVS,  além da participação dos DJ’s Marco Túlio (Plano de Fulga)  e Dj Spider (DeJaVu) e claro, centenas de pessoas, B.boys, grafiteiros e MC’s.

O marketing da festa ficou por conta da internet (myspace, orkut, e-mail) e da distribuição dos fly’s, “panfletados” em diversos locais da cidade.  A divulgação do evento contou também  com o apoio do jornal Estado de Minas, cujo o agradecimento dos entrevitados vão para a jornalista Janaína Cunha Melo.

A realização do evento contou com o apoio do Reciclo Asmare Cultural, e promete na próxima edição, sem data ainda definida, agitar ainda mais a cena do hIP hOP em Belo Horizonte.

Entrevista gentilmente cedidida por:
Bruno (Buldog Mc - Elemento . s )
Ice Band (PRojeto diversidade Urbana)

João Marcos



Dia 13 de Maio.

Zumbi dos palmares

Segundo o calendário brasileiro, comemora-se hoje a abolição da escravidão. Fato que algumas pessoas acreditam ter sido ação de bondade, outras consideram ato político de fuga à uma situação tumultuada; e existem ainda as que acreditam em um ato brando de socialismo. Bem, não cabe aqui discutir qual foi o real motivo da abolição e nem quais as circunstâncias levaram a tal, mas sim, fazer uma pergunta: Será que o negro Brasileiro realmente livre? Terá ele realmente o que comemorar?

O que observo nas ruas, empresas, condomínios e lugares por onde vou, é que o negro continua sendo usado como mão de obra barata, ocupando os piores empregos no escalão social. De uma forma mais grosseira, grande parte dos negros que não estão nos sub-empregos, estão marginalizados, parados à margem de uma sociedade na qual não conseguem se inserir.

Temos que pensar bastante antes de colocar uma camisa, uma bandeira, uma faixa e sair pelas ruas comemorando o fim da escravidão. Porque o negro brasileiro em sua maioria, talvez não seja realmente livre, pois a escravidão no Brasil além de física, foi mental. E isto faz com que o negro seja socialmente pressionado por uma cultura de inferioridade, imposta desde muito tempo, que desvaloriza suas raízes e reprova sua identidade. O negro no Brasil deve refletir sobre o cidadão que ele se forma diante deste novo cenário, Pós-Escravidão, que ainda o exclui e marginaliza.

A liberdade do negro vai muito além de uma Lei, tratado ou acordo. Ela está ligada à construção simbólica de sua imagem na sociedade, das bagagens culturais que ele traz consigo, de suas experiências de vida, no que ele acredita ser, naquilo que ele se retrata; Está no seu comportamento diante de tudo e todas situações que lhe aparecem. Por isso todo dia é 13 de maio, pelo menos para aqueles que já se libertaram da prisão sem muros.

João Marcos